TETINE

Tuesday, 10 September 2019

TETINE VS PASOLIN -





TETINE VS PASOLINI
O BARÃO, O BISPO, O JUIZ, O PRESIDENTE E O PARENTE é o décimo nono álbum do Tetine, com lançamento previsto para 6 de setembro de 2019 em todas as plataformas. 

O disco apresenta o registro das músicas compostas para o filme-performance Tetine vs Pasolini: O Barão, O Bispo, O Juiz, O Presidente e O Parente, gravado ao vivo e apresentado no Sesc Avenida Paulista em São Paulo, em junho de 2018.

Concebido originalmente como uma instalação, a performance - constituída tanto por paisagens sonoras, imagens de arquivo, textos, sons industriais e ‘anti-canções’, como também por depoimentos,  intervenções em spoken word, além de beats, colagens e grafismos - explora aspectos éticos, filosóficos, sociais e históricos relacionados às recentes políticas autoritárias e fascistas ressurgidas (e vivenciadas) no  Brasil, nos EUA e na Europa, em diálogo com o universo radical e a estética político-sexual do polêmico cineasta, poeta e intelectual italiano Pier Paolo Pasolini, assassinado em 1975.

O momento atual no Brasil - como um dos seus piores pesadelos políticos e econômicos desde o golpe militar de 1964 - serviu como ponto de partida para a produção das 11 faixas apresentadas neste álbum. Com o impeachment de Dilma Rousseff em 2016, falsamente acusada em um enredo minuciosamente arquitetado por um congresso misógino, patrocinado pelas antigas oligarquias do país, sua elite neoliberal branca e rica, pela mídia corporativa e por grupos de extrema-direita em conjunto com as novas forças evangélicas, explicita-se uma nova ordem contemporânea, estabelecendo um novo caos ditatorial no país. Esses eventos instituíram também uma atmosfera desgovernada de ações, falas e mentiras, contribuindo para o surgimento de novas e violentas polarizações e instabilidades sociais, políticas e existenciais. Nesse sentido, tanto a performance quanto a música e o conteúdo apresentados no disco evocam esses novos espaços brutais; suas paisagens rígidas, suas divisões sociais, raciais e de gênero, e as questões de censura vivida no país durante o regime militar.

É dessa maneira que o álbum investiga criticamente os arquétipos de seu título em temporalidades distintas; uma vez que expõe em música, imagem e texto, o surgimento de discursos fascistas e misóginos em contraponto às vozes de ativistas políticos, grupos guerrilheiros, sobreviventes, e vítimas do período. Isto é, de modo não linear, intuitiva e sensorialmente por meio de diálogos, poemas, entrevistas, documentos e fragmentos de áudio selecionados de várias fontes.


Concebido como uma tragédia, a performance e o disco se enveredam por paisagens sonoras orquestrais e dramáticas em suas 11 faixas, criando uma sonoridade épica e pós-minimalista / pós-punk eletrônica, e em alguns momentos também meio anti-canção e atonalista. Sua música é física, tensa, atonal e melodiosa ao mesmo tempo; refletindo espectros sombrios de um Brasil com um passado ainda recente, um presente distópico e sufocante, e um futuro nebuloso. Assim como a repetitividade e / ou permanência de sua existência e seus desdobramentos sob as forças do Capital, e o eterno controle dos EUA.

Em outra nota, Tetine vs Pasolini: O Barão, O Bispo, O Juiz, O Presidente e O Parente, é também um disco-performanceque homenageia, ao mesmo tempo em que é influenciado pelo trabalho de diretores e compositores como Pier Paolo Pasolini, Enio Morricone, Bernard Hermann, Patricio Guzmán, Gillo Pontecorvo e Chris Marker.

O Barão, O Bispo, O Juiz, O Presidente e O Parentefoi inteiramente concebido como uma obra de ficção. No entanto, qualquer semelhança com eventos reais (que aconteceram pouco depois de sua apresentação no Brasil) não é mera coincidência.

Todas as músicas escritas por Bruno Verner e Eliete Mejorado.

Line up:
Bruno Verner, instrumentos, eletrônica, piano elétrico, samples e voz
Eliete Mejorado, filmes, vozes, instrumentos, eletrônica, fx

MINI BIO 
Tetine é formado pelos artistas e músicos Bruno VernerEliete Mejorado, residentes no leste de Londres desde 2000. O duo se conheceu em 1995 em São Paulo edesde então vem produzido uma vasta obra experimental (musical e artística) trafegando por universos inusitados da cultura pop. Com mais de 20 álbuns lançados por diferentes gravadoras do Brasil e Europa, e lançamentos por renomados selos como Soul Jazz RecordsMr Bongo, entre outros, além de vários singles em 12′s e a produção de compilações importantes, o duo vem se apresentando em festivais, galerias de arte, clubes, cinemas e teatros ao redor do mundo, além de fazer participações em programas de rádio e conceber curadorias e projetos de arte em torno de sua música. 

Performances e exibições recentes de seus trabalhos foram apresentados em renomados espaços culturais e instituições como Museu Nacional de Arte Contemporânea, e Sternessen Museum in Oslo, Wire- Adventures In Modern Music em Chicago, Gorky Theatrein Berlin, Barbican Centreem Londres,  Venn Festival em Bristol, Museu Serralvesem Portugal,  Whitechapel Art Gallery em Londres,  Palais De Tokyo  em Paris,  Liverpool Biennial,  Bienal de Bordeaux na França, Trienalle di Milano na Italia, Atelier Claus in Brussels, South London Galleryem Londres,  entre muitos outros.


Labels: , , , , ,

0 Comments:

Post a comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home